Joao Gomes Realarte
Olhar a arte com olhos de ver. Looking at art with eyes that see.
joao-gomes-escritor-879-748.jpg

Blogue Artes Literárias

Este blogue é dedicado ao pensamento do dia e a vários artigos, sobre variadíssimos temas escritos pelo autor.

O poder de um papel escrito

A burocracia ao serviço do mal

Com um papel escrito, legaliza-se a prisão de uma pessoa ainda que esteja inocente.
Com um papel escrito legaliza-se um salário miserável, atentando assim contra a dignidade humana.
Com um papel escrito legaliza-se um salário milionário, o que é uma ofensa a quem tem um salário miserável.
Com um papel escrito compra-se uma casa, e sabe deus com que sacrifício, e com o dito papel escrito, confisca-se a casa despudoradamente.
Com um papel escrito mata-se legalmente uma pessoa.
Com um papel escrito, faz-se de um criminoso um grande homem, e de um grande homem, um criminoso.
Com um papel escrito declara-se que uma pessoa é culpada, ainda que inocente, e declara-se culpada uma pessoa inocente.
Com um papel escrito aprovam-se leis injustas, e acabam-se com leis justas.
Com um papel escrito faz-se de um criminoso um herói, e de, um herói um criminoso.
Com um papel escrito faz-se do mal coisa boa, e do bem, coisa do mal.
Com um papel escrito, faz-se do homem, uma mulher, e de uma mulher um homem.
Com um papel escrito declara-se o agressor uma pessoa de bem, e do agredido, uma pessoa de mal.
Com um papel escrito manda-se para a cadeira eléctrica um inocente, e absolve-se um culpado.
Com um papel escrito, legaliza-se uma guerra ilegal.
Com um papel escrito, legaliza-se aos olhos do mundo a invasão ilegal de um país.
Com um papel escrito inocenta-se aquele que comete múltiplos ataques ao ambiente, e criminaliza-se quem pretende defender o ambiente desses ataques.