Joao Gomes Realarte
Olhar a arte com olhos de ver. Looking at art with eyes that see.
joao-gomes-escritor-879-748.jpg

Blogue Artes Literárias

Este blogue é dedicado ao pensamento do dia e a vários artigos, sobre variadíssimos temas escritos pelo autor.

Se a luz que há em ti são trevas, quanta escuridão

Acreditar piamente em algo, não quer dizer que assim seja, mesmo que tal crença esteja alicerçada numa fé inabalável em deus. 
Um pintor contemporâneo de Leonardo da Vinci, homem de uma fé inabalável em deus, pintava mulheres com três seios por acreditar que existiam tais mulheres, com semelhantes atributos. Confrontado pelos amigos, que obviamente lhe diziam que tal não passava de um enorme disparate, ele defendia-se dizendo, que sendo deus verdadeiro nunca lhe poria na cabeça algo que fosse falso. 
Esta crença do pintor era inofensiva. Mas agora imaginemos alguém, cuja fé em deus também é inabalável, mas a sua crença, que ele também julga ser proveniente de deus, não é tão inofensiva como a do pintor. Podemos imaginar os estragos que tal criatura pode fazer às pessoas. E a verdade é que têm sido cometidos mil e um horrores ao longo da história da humanidade, praticados por gente que se julga inspirada por deus. Mais uma vez se confirma que o facto de se acreditar piamente em algo, mesmo tendo por alicerce uma fé inabalável em deus, não quer dizer que assim seja. Ora se temos a capacidade de raciocinar, e que, tal dom para alguma coisa deve servir, não podemos deixar-nos levar por uma fé cega, que nos impossibilita de fazer uso da nossa capacidade de raciocinar, ao ponto de não conseguirmos distinguir o trigo do joio, para poder separá-los.